segunda-feira, 18 de julho de 2011

Sonhos...

De que são feitos os sonhos?
Quando criança, eu sonhava em voar.
Bombeiro, astronauta, rock star?
Isso tudo era complemento.
Ao bem da verdade, só sonhava em sonhar!
Brincava, pulava e tudo acontecia
No intervalo entre o acordar e o dormir
Eu existia
De noite, na cama, com medo do escuro
Só queria dormir para que, nos sonhos,
Eu voltasse a me divertir
Pensava em ser gente grande
Para que ninguém me dissesse o que NÃO fazer
Essa era a liberdade que eu buscava
E logo cresci
Quem haveria de dizer o que eu faria?
Ninguém mais me limitava
E então, perdido em meus sonhos,
Me cerquei
Fui livre
E tão livre que me limitei
Demarquei meus extremos até onde
Meus olhos programados reconheciam
E nestes campos em que me via seguro
Fiz minha morada
Onde havia estrada, ergui muro
Onde havia luz, tornei escuro
Onde havia saída, determinei como “O NADA”
Espalhei placas e avisos, só por garantia
Certificando que ninguém, além de mim
Me controlaria
Hoje vivo tranquilo, em meu mundo particular
Onde posso dormir em tempo integral
Descansar, sem temer o mal
E me permitir dedicação total
Ao sonhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divida sua insanidade comigo: