segunda-feira, 14 de março de 2011

Nada vai doer...

Meus olhos cansaram-se, mas ainda vejo luz
Está logo aí e não desistirei até me iluminar
Enquanto houver esperança serei a mesma criança
Que se levanta a cada nova queda
Aprenda, a cada queda
Erga-se e vá
É fácil esperar a ferida cicatrizar
Alegre-se e nada vai doer.